A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA PREVENÇÃO DA ÚLCERA DE PRESSÃO.

Flávia dos Santos Lugão de Souza, Geraldo Marques de Almeida Júnior, Luiz Martins da Silva

Resumo


A úlcera de pressão, devido à sua gravidade, gera preocupação nas unidades hospitalares e de atendimento de saúde, especialmente por envolver a qualidade dos cuidados oferecidos pelo sistema de saúde à população por ele atendida. Dentro deste contexto, cabe ao enfermeiro aprofundar-se no conhecimento sobre a úlcera de pressão, visando obter subsídios indispensáveis para a avaliação, prescrição e cuidados a ser implementados, além de dedicar-se a elaborar atividades que previnam a ocorrência das lesões. Assim, o entendimento e análise da fisiologia da pele, suas funções e formas de cicatrização tornam-se relevantes para o enfermeiro por possibilitar o conhecimento dos fatores que promovem o surgimento das úlceras de pressão. Os mecanismos de cicatrização e os fatores que influenciam seu processo são ferramentas importantes para que o enfermeiro possa elaborar cuidados de enfermagem que minimizem os aspectos dificultadores da cicatrização. Podem fazer-se necessários suplementação nutricional, uso de medicamentos bem como apoio emocional. A Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) mostrou-se relevante na prevenção da úlcera de pressão.

Palavras-chave


Enfermagem; Prevenção; Úlcera de Pressão.

Texto completo:

PDF


 

CompatilharCompartilharCompartilhar


VISITANTES ONLINE

Revista Educação, Meio Ambiente e Saúde © Copyright 2014-2016 - FAF;